Kombuchá em jejum: quais os benefícios?

Nutrição -

Kombuchá em jejum: quais os benefícios?

 

Escrito por Gabriela Ghilardi e revisado por Barbara Vaz.


A Kombucha é o resultado de chá (geralmente, preto, verde ou matte) fermentado com uma colônia de bactérias chamada de Scoby – do inglês Symbiotic Colony of Bacteria and Yeast (Colônia Simbiótica de Bactérias e Leveduras). 

A bebida probiótica é tão nutritiva que ficou conhecida como “o elixir da vida” com efeitos positivos na saúde intestinal e o sistema imunológico, o que melhora a saúde geral do organismo, facilitando a digestão e a absorção de nutrientes, além da recuperação da flora intestinal e diminuição da permeabilidade.

Apesar não ter horário certo para consumir kombucha, você pode incluí-la de duas formas: 


Pela de manhã em jejum

Por ser uma bebida baixa em calorias, rica em compostos bioativos e nutrientes é capaz de auxiliar no processo de destoxificação e limpeza do organismo. 


Antes de dormir e no meio da tarde

Pois auxilia a manter o equilíbrio das bactérias intestinais devido sua ação probiótica, facilitando a digestão e absorção dos nutrientes, além de estimular a produção de insulina e leptina, hormônios relacionados à saciedade e controle da glicemia.

O consumo de Kombucha praticamente não há contra indicações, exceto para gestantes, lactantes e crianças menores de 5 anos. Sugere-se o consumo de 1 garrafa (350ml) por dia de Kombucha.




Referências

Dimidi. Fermented Foods: Definitions and Characteristics, Impact on the Gut Microbiota and Effects on Gastrointestinal Health and Disease; Nutrients, 5 Aug 2019.

Kapp. Kombucha: a systematic review of the empirical evidence of human health benefit; Ann Epidemiol. 2019 Feb.

Wallace, C. J. K., & Milev, R. (2017, February 20). The effects of probiotics on depressive symptoms in humans: A systematic review. Annals of General Psychiatry, 16, 14.