Probióticos: amenizam sintomas e carga viral da COVID-19

imunidade -

Probióticos: amenizam sintomas e carga viral da COVID-19

Escrito por Gabriela Ghilardi e revisado por Barbara Vaz.


Uma nova pandemia da doença coronavírus (COVID-19) surgiu no final de dezembro de 2019, causada por síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) envolveu o mundo, afetando mais de 180 países.

Existem vários fatores de risco que contribuem para infecção grave por COVID-19, como mau estado nutricional e doenças crônicas não transmissíveis pré-existentes como diabetes, doenças pulmonares crônicas, doenças cardiovasculares e obesidade. Essas doenças são caracterizadas por inflamação sistêmica.

 

O que são probióticos?

Os probióticos são definidos como “microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro”.

O uso de probióticos para melhorar a saúde humana tem sido estudado há muito tempo principalmente, para a prevenção e tratamento de infecções e doenças gastrointestinais. 

Há escassez de evidências sobre a relação entre o COVID-19 e a microbiota intestinal, mas sabe-se que o trato gastrointestinal desempenha um papel crucial no funcionamento do sistema imunológico, além da superfície da mucosa intestinal ser o principal local de entrada de patógenos no corpo humano. 

O uso de probióticos tem como objetivo regular o equilíbrio da microbiota intestinal, melhorar a imunidade e reduzir o risco de infecção por reforçar e manter a integridade da junção entre os enterócitos.

As kombuchas são um bom exemplo de alimento probiótico. Além disso, a Kombucha Immunity tem em sua composição outros componentes, como o gengibre e o maracujá,  que também contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico.


Referências

Haider Ghazanfar, Sameer Kandhi, Dongmin Shin, Aruna Muthumanickam, Hitesh Gurjar, Zaheer A Qureshi, Mohammed Shaban, Mohamed Farag, Asim Haider, Pravash Budhathoki, Tanushree Bhatt, Ali Ghazanfar, Abhilasha Jyala, Harish Patel. (2022) Impact of COVID-19 on the Gastrointestinal Tract: A Clinical Review. Cureus 43. Crossref


Lingxiu Zhang, Huilan Yi. (2022) Potential antitumor and anti-inflammatory activities of an extracellular polymeric substance (EPS) from Bacillus subtilis isolated from a housefly. Scientific Reports 12:1.


Paweł Jagielski, Edyta Łuszczki, Dominika Wnęk, Agnieszka Micek, Izabela Bolesławska, Beata Piórecka, Paweł Kawalec. (2022) Associations of Nutritional Behavior and Gut Microbiota with the Risk of COVID-19 in Healthy Young Adults in Poland. Nutrients 14:2, pages 350.


Ranjan K. Mohapatra, Kuldeep Dhama, Snehasish Mishra, Ashish K. Sarangi, Venkataramana Kandi, Ruchi Tiwari, Lucia Pintilie. (2021) The microbiota-related coinfections in COVID-19 patients: a real challenge. Beni-Suef University Journal of Basic and Applied Sciences 10:1. Crossref